Artilharia

3 GOLS
Imperatriz-MA - Cris
São Caetano-SP
- Jô e Robson Fernandes
Volta Redonda-RJ
- Tiago Amaral e Rafael Santiago

2 GOLS
Aparecidense-GO - Dinei
Campinense-PB - Rodrigão
Estanciano-SE -
Josi
Inter Lages-SC -
Athos
Nacional-AM
- Júnior Paraíba
São Caetano-SP - Neto
Ypiranga-RS - João Paulo



1 GOL
Aparecidense-GO - Diego Lira e Leandro
Caldense-MG - Careca e Tiago Bernardi
Campinense-PB - Felipe Ramon
Central-PE -
Altemar
Colo-Colo-BA -
Jussimar e Thiago Alagoano
Comercial-MS -
Matheus Dulcídio e Van Basty
Coruripe-AL -
Etinho, Fabiano Amaro e Micheel
Crac-GO
- Alvaro e Jhonathan Ribeiro
Duque de Caxias-RJ - Felipe Foca, Marlinho e Paulinho Guará
Estanciano-SE -
Cloves
Foz do Iguaçu-PR
- Fabiano, Makanaki, Serginho Paulista e Wellington
Globo-RN - Romarinho
Goianésia-GO -
Léo Carpino
Guarani de Juazeiro-CE
- Paulo Ricardo
Imperatriz-MA - Juninho Pindaré e Leone
Inter Lages-SC
- Schwenck e Thiago Silvy
Metropolitano-SC - Ariel e Mazinho
Lajeadense-RS
- Mateus Santana
Nacional-AM
- Danilo Rios e Peter
Operário-PR - Joelson, Juan Sosa, Lucio Flávio e Micael
Operário-MT - Iury e Tito
Palmas-TO - Dan, Ederson e Valdo
Red Bull-SP - Caio Dantas, Romão e Wellington
Remo-PA
- Chicão e Henrique
Resende-RJ - Kim, Lucão e Wandinho
Rio Branco-AC - Carciano e Giancarlo
Rio Branco-ES -
Diego Neves e Edu
River-PI
- Fabinho e Paulo Paraíba
Santos-AP - André Cabeça e Wellington
Serra Talhada-PE - Dico e Gilberto Matuto
Serrano-BA - Rafael
São Caetano-SP
- Angelo
Treze-PB - Alison Santana, Nonato e Téssio
Vilhena-RO - Alex Barcellos e Pablo
Volta Redonda-RJ - Adriano Paulista
Ypiranga-RS - Jean Paulo

Gols da 3ª rodada

Red Bull 2x0 Inter de Lages


Comercial 1x1 Aparecidense


Imperatriz 5x1 Santos


Coruripe 2x2 Colo Colo


Metropolitano 2x1 Volta Redonda


Resende 0x1 Ypiranga


Campinense 1x0 Serra Talhada


São Caetano 4x0 Foz do Iguaçu


Goianésia 1x1 Treze


Vilhena 1x0 Náutico


Rio Branco/AC 2x1 Nacional


Rio Branco/AC 2x1 Nacional




Por  
Rio Branco, AC

Foi na vontade e na insistência que o Rio Branco-AC conseguiu a primeira vitoria no Campeonato Brasileiro da Série D. O Estrelão bateu o Nacional-AM de virada, por 2 a 1, na noite deste domingo (26), na Arena da Floresta, na capital do Acre, pela 3ª rodada do grupo A1. O Nacional abriu o placar com o meia Danilo Rios, aos 39 minutos da primeira etapa. O Rio Branco chegou ao empate com o zagueiro Carciano, aos 44 minutos do tempo inicial. O gol da vitória do time acreano foi marcado pelo atacante Giancarlo, aos 47 do segundo tempo.

Rio Branco-AC x Nacional-AM - Série D 2015 (Foto: Duaine Rodrigues)Rio Branco-AC e Nacional-AM jogaram na Arena da Floresta para um público de 803 pagantes (Foto: Duaine Rodrigues)

Com a vitória, o Rio Branco soma os primeiros três pontos e segue em quarto na classificação da chave. O Nacional, apesar da derrota, continua na liderança com quatro pontos, ao lado de Remo e Vilhena-RO, todos com a mesma pontuação.

O Alvirrubro volta a jogar no próximo domingo (2), novamente na Arena da Floresta, contra o Vilhena, pela 4ª rodada do grupo A1, às 19h (de Brasília). O Nacional folga no próximo fim de semana e só entra em campo outra vez no dia 9 de agosto, quando encara o Remo na Arena da Amazônia, em Manaus, às 17h (de Brasília), pela 5ª rodada da competição.

Naça sai na frente e Estrelão mostra força em casa
 
O Nacional bem que tentou voltar para casa com um ponto na bagagem ao visitar o Rio Branco neste domingo. E o time até começou bem a partida na Arena da Floresta. Mostrando que a intenção não era se defender, a equipe amazonense teve a primeira grande oportunidade do jogo aos 15 minutos do primeiro tempo. Após cruzamento do lado esquerdo de ataque, Júnior Paraíba subiu sozinho dentro da área do Rio Branco e cabeceou com perigo, à direita do gol de Roger Kath.

O Estrelão, que tinhas as melhores jogadas ofensivas com o meia Evandro Russo, pouco incomodava o goleiro Rodrigo Ramos, e só deu o primeiro chute no gol aos 33 minutos, com Robinho. O camisa 1 do Nacional, bem colocado, fez a defesa com segurança no meio do gol.

Rio Branco-AC x Nacional-AM - Série D 2015 (Foto: Duaine Rodrigues)Danilo Rios abriu o placar na Arena da Floresta para o Nacional-AM (Foto: Duaine Rodrigues)
O Nacional tentava marcar o Rio Branco a partir do campo de defesa do Estrelão e em um momento de abafa no meio-campo abriu o caminho para o primeiro gol. O Alvirubro saiu jogando errado, Júnior Paraíba aproveitou a bobeira e avançou com a bola dominada até invadir a área e entregar para Danilo Rios estufar a rede acreana, aos 39 da etapa inicial: 1 a 0.

O gol fez o Nacional recuar e o Rio Branco, mais na vontade que na qualidade técnica, pressionar em busca do empate. E a igualdade veio aos 44 minutos. Após cobrança de escanteio de Evandro Russo, o zagueiro Carciano, no meio de três defensores adversários, meteu a cabeça na bola e venceu Rodrigo Ramos, para delírio da torcida do Estrelão. O primeiro tempo terminou 1 a 1.

Rio Branco-AC x Nacional-AM - Série D 2015 (Foto: Duaine Rodrigues)Zagueiro Carciano cabeceia entre três jogadores do Nacional para empatar a partida (Foto: Duaine Rodrigues)
Na segunda etapa, o Nacional-AM pareceu satisfeito com o empate e tentava apostar nos contra-ataques, explorando os espaços deixados pelo Rio Branco, que saía para o jogo em busca de uma vitória que lhe garantiria a recuperação.
Rio Branco-AC x Nacional-AM - Série D 2015 (Foto: Duaine Rodrigues)Jogadores do Rio Branco comemoram gol da virada, que saiu aos 47 minutos do segundo tempo (Foto: Duaine Rodrigues)

Mais presente no campo de ataque, o Rio Branco teve duas boas oportunidades com o atacante Charles Chenko, que não conseguiu transformar as chances em gol. No primeiro lance, ele recebeu por trás da defesa do Nacional e finalizou de pé esquerdo, longe do gol de Rodrigo Ramos. No segundo, Evandro Russo puxou contra-ataque e tocou para o camisa 9, que invadiu a área e, cercado por dois defensores, caiu pedindo pênalti. A arbitragem marcou falta de ataque e puniu Chenko com cartão amarelo por simulação.

Na melhor chance do Nacional no segundo tempo, Felipe recebeu na frente da área do Rio Branco, girou em cima da defesa e finalizou para fora, aos 28 minutos. O Estrelão seguiu pressionando e a pressão deu resultado. Aos 47 minutos, o atacante Giancarlo, que havia entrado aos 25 minutos da etapa final, antecipou-se a defesa do Nacional e, no primeiro pau, desviou a bola para dentro do gol, após cruzamento de Jeferson: 2 a 1. Gol salvador que colocou o Estrelão na cola dos líderes do grupo A1 da Série D.

Campinense 1x0 Serra Talhada

Por  
João Pessoa

O Campinense estrear com vitória, por 1 a 0,  diante do seu torcedor no duelo contra o Serra Talhada, no Estádio Amigão, em Campina Grande. Nesta terceira rodada, o time paraibano teve o reencontro com a torcida, após jogar em João Pessoa por causa de punição imposta no ano passado pelo STJD. Já a equipe pernambucana fez a primeira partida fora de casa com derrota, na competição nacional . 

Com o resultado, o time paraibano conseguiu abrir quatro pontos de vantagem e seguir na liderança isolada do grupo 3, com sete pontos conquistados. O time sertanejo que pretendia tomar a liderança do rival e assumir o topo da tabela continua na segunda posição com três pontos somados.

Na próxima rodada, o Campinense encara o Coruripe, no Estádio Gérson Amaral, no sábado dia primeiro de agosto, às 19h30. O Serra Talhada enfrenta o Globo-RN, no Estádio Barretão, no dia 2 de agosto, às 17h (horário de Brasília).
Campinense, Serra Talhada (Foto: Junot Lacet Filho / Jornal da Paraíba)Com vitória, o Campinense chegou a quatro pontos de vantagem para o Serra (Foto: Junot Lacet Filho / Jornal da Paraí

No primeiro tempo poucas chances foram criadas para os dois lados. Os goleiros mal trabalharam durante a etapa inicial. O Campinense até tomou a iniciativa na partida, mas o Serra Talhada resistiu a pressão e equilibrou a partida. Sem muitas oportunidades as equipes não saíram do zero no primeiro tempo.

Na volta para segunda etapa, a Raposa voltou diferente para a partida. O técnico Francisco Diá trocou David Modesto, por Filipe Ramom. A substituição rendeu bons frutos logo aos 12 minutos do segundo tempo. Valdeir cruzou da esquerda. A defesa do Serra Talhada cortou mal e Felipe Ramon pegou o rebote e marcou o gol da vitória dos paraibanos. 

Após o gol a confiança do time da casa aumentou, porém, as investidas insistiram em ficar na defesa do Serra Talhada. Por outro lado, o time pernambucano sentiu o golpe do gol sofrido e pouco chegou a meta do goleiro Glédson.

Serrano 1x3 Estanciano

Por  
Porto Seguro-BA

 O Estanciano venceu pela primeira vez na Série D do Campeonato Brasileiro. Jogando fora de casa, na cidade de Porto Seguro-BA, o time sergipano derrotou o Serrano-BA por 3 a 1, de virada. O Canarinho até iniciou a partida atrás do placar. Em uma cobrança de falta, João Grilo colocou a equipe baiana na frente. Os estancianos reagiram logo em seguida com os gols de Josy, aos 25 minutos, e do meia Clóves, aos 29. O time fechou o primeiro tempo na frente do marcador.

Na etapa complementar, Josy fez mais um logo no início, aos 6 minutos. Com isso, o time conseguiu administrar bem a partida e confirmou a vitória na casa do adversário. Com os três primeiros pontos na quarta divisão, o Estanciano assumiu a terceira colocação do grupo A4. O Serrano-BA, com um jogo a mais, ainda não venceu e soma apenas um ponto, na quarta colocação.

Na próxima rodada, o Estanciano vai enfrentar o Central de Caruaru, fora de casa, no Lacerdão. A partida acontece no domingo, às 16h. Enquanto isso, no mesmo dia e horário, o Serrano-BA vai encarar o Goianésia, também na casa do adversário.

No outro jogo do grupo, Goianésia e Treze da Paraíba ficaram no empate em 1 a 1.

Caldense 0x0 Operário de V. Grande

Por  
Poços de Caldas, MG

Caldense e Operário de VG fizeram um jogo equilibrado pela da Série D do Brasileirão e não saíram do zero a zero no Estádio Ronaldão, em Poços de Caldas. Com o empate, o time mineiro mantém a liderança do grupo 5 com sete pontos em três jogos e o Operário de VG soma seu primeiro ponto na competição em duas partidas disputadas.

A Caldense começou a partida indo para cima do Operário de VG, o primeiro lance de perigo foi em cobrança de falta de Francismar aos 10 minutos com Perereca salvando o time mato-grossense. O Operário de VG só foi levar perigo ao gol mineiro aos 20 em cobrança de falta de Tony. Com o Chicote da Fronteira jogando claramente no contra-ataque, a Caldense tentou pressionar e não conseguiu furar o bloqueio mato-grossense. A primeira etapa terminou com o placar em branco. 


Na segunda etapa, a partida continuou com a Caldense buscando o ataque e o Operário de VG segurando as investidas do time mineiro, com destaque para defesas importantes do goleiro Perereca.
A Caldense volta a campo no próximo sábado diante do Comercial-MS, às 16h (de Brasília), no Estádio Moreninha, em Campo Grande (MS). O Operário de VG encara o Rio Branco-ES também no sábado, às 16h30, no Estádio Engenheiro Araripe, em Vitória (ES).

São Caetano 4x0 Foz do Iguaçu


Robson atacante São Caetano (Foto: Marcelo Santoro)Robson comemora um dos gols na goleada sobre o Foz do Iguaçu (Foto: Marcelo Santoro)

Por  
São Caetano do Sul, SP

O Anacleto Campanella parece que vai ser um grande aliado do São Caetano na Série D do Campeonato Brasileiro. Atuando em casa, o Azulão aplicou outra goleada na tarde deste domingo. O Foz do Iguaçu foi encurralado pela equipe do ABC, que marcou três gols em nove minutos e venceu por 4 a 0.

 
Os gols foram anotados por Neto, Jô e Robson (duas vezes). Com o resultado, o São Caetano chegou aos seis pontos e assumiu a liderança do grupo 8 por conta do saldo de gols. O Foz ainda não pontuou e segue na lanterna.

A equipe do Paraná volta à campo no próximo domingo, às 16h, para encarar o Lajeadense, fora de casa. No dia seguinte, o Azulão pega o Metropolitano, às 15h, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

O jogo
 
Atuando fora de casa, o Foz tentou congestionar o meio de campo e a defesa para dificultar as ações do São Caetano. A tática deu resultado até os 20 minutos, mas a partir daí, o Azulão do ABC passou a comandar o jogo e precisou de menos de 10 minutos para fazer três gols. Aos 30, Robson marcou um bonito gol depois de driblar o goleiro Fabrício. Seis minutos depois, Jô aproveitou o belo lançamento de Daniel Costa e fez 2 a 0. Neto marcou o terceiro aos 39, após cruzamento de Bruno Recife, e deixou o time da casa tranquilo no placar.

Assim como no primeiro tempo, os visitantes começaram atacando mais. De novo, não adiantou. O São Caetano aproveitou a fragilidade da defesa do Foz em aos 11 minutos, Robson marcou de cabeça e fez 4 a 0. Com a vantagem, o Azulão diminuiu o ritmo e até deu chances para o time paranaense, que não soube aproveitar e saiu derrotado do Anacleto Campanella.

Resende 0x1 Ypiranga

Por  
Resende, RJ

O descanso na última rodada do Campeonato Brasileiro Série D fez bem para o Ypiranga. Na volta aos gramados, os gaúchos de Erechim bateram o Resende fora de casa por 1 a 0. O gol foi marcado pelo atacante João Paulo. A partida aconteceu na tarde deste domingo, no Estádio do Trabalhador, e valeu pela terceira rodada da competição.

Com a vitória, o Ypiranga chega a seis pontos em dois jogos e assume a liderança do grupo 7. O Resende vive situação completamente oposta. O alvinegro ocupa lanterninha da chave, com apenas um ponto.

Na quarta rodada o Resende vai à Campinas-SP medir forças com o RB Brasil. A partida acontece no próximo sábado, às 16h, no estádio Moisés Lucarelli. O Ypiranga também joga fora. O Canarinho enfrenta o Operário, no estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa-PR.

João Paulo decidiu jogo para o Ypiranga contra o Resende (Foto: Reprodução/TV Rio Sul)João Paulo decidiu jogo para o Ypiranga contra o Resende (Foto: Reprodução/TV Rio Sul)

O jogo

Desde o começo do jogo, o Ypiranga assumiu uma postura defensiva, tentando explorar os erros do alvinegro e sair no contra-ataque. A estratégia não encaixou muito bem no primeiro tempo, quando a equipe foi dominada pelo Resende.

Mas, na etapa complementar, o Canarinho abriu o placar em uma descida rápida ao ataque puxada pelo meia Miranda. O baixinho habilidoso deu um presentaço para João Paulo, que dominou com calma dentro da área e bateu na saída de Arthur. Os donos da casa criaram boas chances de gol, mas não conseguiram empatar.

Metropolitano 2x1 Volta Redonda

Por
Florianópolis

Sem a presença de torcedores e no estádio Orlando Scarpelli, em função de uma punição do STJD imposta ao Metropolitano, a equipe catarinense recebeu o Volta Redonda, neste domingo, pela terceira rodada da Série D. De virada, o Verdão do Vale venceu a primeira na competição ao fazer o 2 a 1 sobre o Voltaço, com gols de Ariel e Mazinho - Thiago Amaral fez para os cariocas. O resultado coloca o time de Blumenau em terceiro, com três pontos, enquanto o Tricolor de Aço, que perdeu a invencibilidade, está em segundo.

A quarta rodada será disputada na próxima semana, e o Metropolitano volta a jogar no dia 3 de agosto, uma segunda-feira. Às 15h, novamente no Orlando Scarpelli, o Verdão do Vale recebe o São Caetano. O Voltaço, por sua vez, recebe folga e entra em campo dia 9, contra o Lajeadense, no Raulino de Oliveira.

O jogo
 
Mandante na partida e disposto a buscar os primeiros pontos na competição, o Metropolitano teve a bola e propôs o jogo. Na espera por espaços do Volta Redonda, o time de Pingo trabalhava a bola e criou oportunidades. Foram pelo menos três boas chances até que, na primeira que teve, o Voltaço não perdoou. Thiago Amaral aproveitou o contra-ataque e abriu o placar. O gol deu tranquilidade aos visitantes, que tentavam aproveitar o nervosismo do Verdão do Vale. Os catarinenses ainda esboçaram uma pressão, mas não conseguiram chegar ao empate na etapa inicial.

A postura dos times no segundo tempo ficou evidente desde o começo. Fechado, o Volta Redonda suportava a pressão do Metropolitano e saía nos contra-ataques. O Verdão do Vale, como nos primeiros 45 minutos, teve oportunidades e conseguiu marcar aos 21, com Ariel. Empolgado pelo tento, o time da casa tentou a virada e chegou aos 38, com Mazinho, dando números finais à partida.

CRAC 0x0 Gama

Por
Catalão, GO

Mesmo jogando em casa, no estádio Genervino da Fonseca, em Catalão, o Crac ficou no 0 a 0 com o Gama neste sábado. Porém, o empate sem gols mantém o Leão do Sul na liderança do Grupo A6 da Série D. O time do Distrito Federal, por sua vez, ainda não conseguir ganhar na competição.

Na quarta rodada, o Crac viaja para pegar o Duque de Caxias, no próximo sábado, às 15h, no estádio Romário Faria, em Duque de Caxias. O Gama entra em campo só no domingo (2), contra o Villa Nova-MG, no Castor Cifuentes, em Nova Lima, às 16h.

Coruripe 2x2 Colo Colo

Por
 Maceió

Jogando no Gerson Amaral, Coruripe e Colo Colo-BA empataram por 2 a 2 na noite deste sábado, em partida válida pela 3ª rodada do Grupo 3 da Série D. Os gols do jogo foram marcados por Fabiano e Etinho, para os donos da casa, enquanto Thiago Alagoano e Jussimar anotaram para os visitantes.

Com dois empates seguidos, o Hulk aparece em terceiro lugar na chave, com dois pontos, já os baianos estão em quarto, também com dois pontos conquistados. Ainda sem vencer, o Coruripe recebe o Campinense no próximo sábado, às 19h30, no Gerson Amaral. O Colo Colo-BA irá folgar na rodada e voltará a campo no dia 9 de agosto, em Ilhéus, às 16h, contra o Globo-RN.

Coruripe x Colo Colo, no Gerson Amaral (Foto: Coruripe/Divulgação)Coruripe e Colo Colo-BA empataram na noite deste sábado, no Gerson Amaral (Foto: Coruripe/Divulgação)

O jogo


Mal começou a partida e o Verdão abriu o placar, logo no primeiro minuto. João Paulo puxou contra-ataque e tocou para Fabiano, que chutou forte, sem chances para o goleiro Waldson. Após o gol, o Coruripe começou a jogar recuado e atacar só nos contra-ataques. Aos 24 minutos, o árbitro Vanderlei Soares de Macedo, do Distrito Federal, marcou pênalti para o Colo Colo. Por reclamação, o volante Michel, do Hulk, ainda levou cartão amarelo. Jussimar bateu, o goleiro Rudison fez a defesa, a bola bateu no travessão e voltou para o camisa 7 empatar a partida.

Com o empate sofrido, o Coruripe voltou a partir para cima. Fabiano tentou de cabeça, mas parou em uma bela defesa de Waldson. No intervalo, o técnico Evandro Guimarães mudou a equipe alagoana. Tirou o lateral-direito Luiz Mário e colocou o atacante Etinho. Mas foram os baianos que voltaram mais animados. Aos 10 minutos da segunda etapa, Thiago Alagoano virou o placar com um belo gol. O atacante avançou em velocidade e driblou o zagueiro Fernando Belém. Insatisfeito com o rendimento do time, Evandro tirou Michel e colocou o meia Tiago Lima logo após o gol sofrido. Cinco minutos depois, teve que queimar a terceira substituição com a lesão do zagueiro Willames José. Em seu lugar entrou Thiago Papel.

O time da casa partiu com tudo para empatar, mas sem grande perigo. Até que aos 41 minutos, Diego Aragão foi derrubado por Rodrigo. Outro pênalti. Etinho cobrou bem e deslocou o goleiro. Com cinco minutos de acréscimo, foi só pressão do Hulk. Etinho ainda cabeceou e a bola passou perto da trave. E foi isso. O Coruripe ainda teve uma falta aos 50 minutos, mas Waldson afastou o perigo.

Imperatriz 5x1 Santos

Por
Imperatriz


Com uma vitória fácil, o Imperatriz fez sua estreia em casa na Série D do Campeonato Brasileiro e entrou na briga pela classificação no Grupo 2 da competição. O Santos caiu para a lanterna da chave. O jogo foi na noite deste sábado, no Frei Epifânio d’Abadia. Esta foi a terceira partida do Santos, enquanto que o Imperatriz cumpriu seu segundo jogo.

Os gols foram marcados por Cris (três vezes), Juninho Pindaré e Leone. O Santos descontou com Wellington.

Com o resultado, o Imperatriz venceu a sua primeira partida na Série D após uma derrota para o Palmas, na estreia. O time chegou aos três pontos e saltou da última para a terceira colocação do grupo. O Santos parou com um ponto e caiu para a quinta colocação.

Na próxima rodada, o Imperatriz recebe o River, sábado, no Frei Epifânio, novamente às 19h15. O Santos folga e volta a jogar no dia 9 de agosto contra o Palmas, no Zerão, no Amapá.
O jogo
 
O Imperatriz passeou no primeiro tempo. Com raras tentativas de ataque, o Santos pouco incomodou o Imperatriz. O Cavalo de Aço criou e concluiu parte das jogadas de ataque. Na primeira etapa foram quatro gols.

O primeiro foi aos seis minutos. Rubens cobrou a falta e Cris desviou a bola para o fundo do gol vencendo o goleiro Diego Cabral. Não demorou muito, e aos oito minutos, Cris fez o segundo em uma jogada aproveitando a falha da defesa do Santos.

Aos 19 minutos, o Cavalo começava a construir a goleada, com Juninho Pindaré após cobrança de falta. Pra fechar o primeiro tempo, aos 28 minutos Rubens fez mais uma jogada e Leone aproveitou para ampliar para o Imperatriz.

Comercial 1x1 Aparecidense

Por  
Campo Grande

Segurar o Comercial-MS e sair de Campo Grande com pelo menos um ponto conquistado era tudo o que a Aparecidense queria. E foi o que os goianos conseguiram na tarde deste sábado, no estádio Jacques da Luz. O empate em 1 a 1 garantiu a Aparecidense na zona de classificação do Grupo A5 com quatro pontos ganhos, manteve o time na cola da líder Caldense-MG e deu tranquilidade aos comandados de Sílvio Criciúma, que folgam na próxima rodada. Já o colorado deixou escapar a vitória em seus domínios e começa a se complicar na briga pela classificação.

Os gols foram marcados no primeiro tempo. Os visitantes saíram na frente com Leandro, aos 16. Matheus Dulcídio igualou o placar aos 27. A Aparecidense permanece em segundo lugar na chave com quatro pontos ganhos em três jogos. O colorado é o quarto colocado com um ponto em dois jogos. No próximo sábado, enquanto os goianos estarão de folga, o Comercial-MS recebe a líder Caldense no Jacques da Luz, às 15 horas (de MS).

Lance entre Comercial-MS e Aparecidense no estádio Jacques da Luz (Foto: Átilla Eugênio/TV Morena)Lance entre Comercial-MS e Aparecidense no estádio Jacques da Luz (Foto: Átilla Eugênio/TV Morena)


Gol dos visitantes 'destrava' duelo

As duas equipes começaram o confronto com o freio de mão puxado. Poucas jogadas em velocidade e escassez de finalizações para ambos os lados foram a marca dos minutos iniciais no Jacques da Luz. A Aparecidense encontrou o caminho do gol na bola parada. Em cobrança de falta ensaiada aos 16, Leandro aproveitou a sobra na pequenaa área e balançou as redes. A partir daí o duelo ficou franco, com ambos os times criando oportunidades. Tanto que aos 27, o goleiro colorado Martins ligou ataque rápido e Matheus Dulcídio deixou tudo igual.

 O colorado voltou a campo com a necessidade de fazer o segundo gol e foi para cima da Aparecidense. Mas o que se viu foi uma série de finalizações desperdiçadas. Enquanto os goianos se resguardavam na defesa para tentar os contra-ataques, o time de Campo Grande rondava a meta adversária com perigo mas sem precisão nos arremates. A melhor oportunidade saiu dos pés de Jefferson Tanque, aos 30, que sozinho na grande área acabou isolando.

Mural