Gols da 5ª rodada

Ituano 1x0 Maringá




Anapolina 1x1 Brasiliense




Brasil de Pelotas 2x0 Guarani de Palhoça




Metropolitano 2x2 Pelotas




Londrina 1x0 Penapolense




Santos 0x1 Genus




Confiança 5x1 Ipatinga




Jacuipense 1x0 Central




São Raimundo 1x0 Princesa do Solimões




Porto 3x0 Vitória da Conquista




Rio Branco 2x2 Atlético Acreano

A escrita está mantida e o equilíbrio, inevitavelmente, voltou a predominar no confronto entre vermelhos e azuis. Rio Branco e Atlético-AC empataram em 2 a 2 neste domingo (17), na Arena da Floresta, em jogo válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série D. Os 1.205 torcedores pagantes assistiram o Atlético manter o tabu de mais de dois anos sem perder para o adversário

Com o empate, o Estrelão segue líder isolado do grupo A1 com 11 pontos. Já o Galo Carijó chegou aos cinco pontos e, com os outros resultados da chave, termina a rodada na lanterna da chave, mas ainda tem chances de classificação.

Atlético-AC e Rio Branco voltam a ficar frente a frente no próximo domingo (24), a partir as 19h (de Brasília), novamente na Arena da Floresta, na capital acreana. O jogo será válido pelo segundo turno do grupo A1 do nacional.

rio branco-ac x atlético-ac arena da floresta serie d (Foto: João Paulo Maia)Rio Branco e Atlético fizeram um clássico equilibrado (Foto: João Paulo Maia)

Gols em segundos

O clássico, como manda o roteiro, começou com os times se lançando ao ataque. Logo no primeiro minuto de jogo, o Galo por pouco não balançou a rede. A defesa do Rio Branco errou na saída de bola, Gessé aproveitou e chutou na trave. O atacante, autor do gol que "Pelé não fez", segue sem marcar pelo time celeste desde o feito, em abril.

Aos 12 minutos, o árbitro Carlos Ronne marcou pênalti do zagueiro Gilson, do Estrelão, em cima de Ceildo. Na cobrança, Ley colocou a bola rasteira no canto direito. O goleiro Tiago chegou a escolher o lado certo, mas não impediu o gol: 1 a 0. O empate estrelado veio em menos de um minuto depois. Sandro Goiano ganhou em jogada aérea e chutou forte cruzado: 1 a 1.

Golaço e provocação

Na etapa final, o Rio Branco criou duas boas chances de virar com Matheus Cruz e Bruno. Mas, a bola parou nas mãos do goleiro Douglas. Aos 10, enfim, o segundo gol alvirrubro. A bola foi lançada, o zagueiro Marquinhos Costa escorregou e Matheus Cruz, que entrou no lugar de Alcione no intervalo, ficou livre na área. O meia chutou cruzado e garantiu a virada: 2 a 1.

Testinha, do Atlético-AC, faz golaço em cobrança de falta no clássico com Rio Branco (Foto: João Paulo Maia)Testinha, do Atlético-AC, faz golaço em cobrança de falta no clássico com Rio Branco (Foto: João Paulo Maia)
 
A torcida ainda comemorava quando o Atlético igualou o marcador. Em cobrança de falta, Testinha cobrou com maestria e colocou a bola no fundo da rede. Após o golaço, o camisa 10 celeste provocou a torcida estrelada e caiu nas graças dos fanáticos azuis. Aos 27, o meia protagonizou um fato inusitado. Em duas oportunidades, ele seria substituído pelo atacante Eduardo, mas se recusou a sair de campo. Só saiu a pedido do zagueiro Ceildo. E o clássico chegou ao fim com um novo empate..

Remo 0x1 Guarany de Sobral

Em um jogo marcado pelas chances perdidas, o Guarany de Sobral entrou em campo acuado, mas conseguiu jogar nos erros do adversário e saiu de campo com 1 a 0 sobre o Clube do Remo. A equipe cearense parecia perdida durante a primeira metade do certame, mas se mostrou superior taticamente e soube estudar o jogo e definir o placar a seu favor.

Com o resultado, o Guarany fica em primeiro lugar do Grupo 2 e na zona de classificação para a próxima fase. O Remo cai para a vice lanterna. Os times voltam a se enfrentar no dia 24 pela sexta rodada do Grupo 2 da Série D.

O jogo

Em um primeiro tempo totalmente dominado pelo Clube do Remo, a equipe paraense não conseguia balançar as redes apesar de criar as únicas chances de perigo até então. A bolas alternavam entre parar nas mãos do goleiro do Guarany, Eliardo, e passarem pela linha de fundo. Aproveitando alguns buracos deixados pelo meio de campo azulino, os cearenses não perdoaram e foram fatais aos 38 minutos, mudando o rumo do jogo. Os minutos finais da primeira metade do jogo tornaram-se mais equilibrados após o primeiro gol da equipe de Sobral, com vantagem para os visitantes, que não permitiram o empate.

A história parecia se repetir no segundo tempo, com o Leão chegando na área adversária mais vezes, mas sempre desperdiçando as chances criadas. O Guarany tocava a bola e criava nos erros do Remo, mas o time cearense parecia ter aprendido com o período anterior. A equipe rubro negra segurava mais a bola nos pés e sabia cadenciar as jogadas para fazer com que o relógio corresse a seu favor. No fim, o estilo de jogo da equipe de Sobral saiu vitorioso do gramado.

Brasil de Pelotas 2x0 Guarani de Palhoça

A vitória por 1 a 0 do Ituano sobre o Maringá, no Novelli Júnior, indicava a tarefa do Brasil de Pelotas, neste domingo, na Boca do Lobo, diante do Guarani-SC. Bastava vencer na casa do rival para assumir a liderança do Grupo 7 da Série D após cinco rodadas. Coube a Nena cumprir a missão. O atacante marcou duas vezes: de pênalti, aos 20 da primeira etapa, e de cabeça, aos 28, e consolidou a primeira colocação da chave.

Líder com nove pontos, o Brasi tem folga na próxima rodada. Só retorna a campo pela Série D no dia 31, contra o mesmo adversário deste domingo, em Palhoça. O Guarani-SC busca a recuperação já no próximo domingo, contra o Ituano em Itu. Os catarinenses estão na terceira posição, com cinco pontos.
O Brasil jogou na Boca do Lobo, casa do maior rival Pelotas, porque não conseguiu comunicar a mudança de local da partida dentro do prazo pedido pela CBF. O confronto estava originalmente marcado para a Boca do Lobo porque o Bento Freitas, até a semana passada, estava sem a liberação do Corpo de Bombeiros e da Brigada Militar - agora, já o tem.

Atuação de líder na primeira etapa

A possibilidade de assumir a liderança contagiou os jogadores do Xavante na primeira etapa. O domínio do time da casa foi total. Obstinado a marcar, Nena tentou logo no início da partida, mas chutou fraco para defesa tranquila do goleiro Rodrigo. Aos 12, Alex Amado parou na trave ao aproveitar rebote de escanteio. A insistência seria premiada oito minutos mais tarde.

Nena lançou Washington na cara do gol. O volante dominou e foi derrubado pelo marcador na hora de concluir. Pênalti. Tarefa para Nena, que demonstrou frieza. Bola para um lado, goleiro para o outro e 1 a 0 para o Brasil-RS, que seguiu melhor na partida. Não sem tomar sustos. Tauã quase marcou ao aproveitar bobeada de Rafael Forster. Coube ao camisa nove xavante dar a resposta. Saiu na cara de Rodrigo e chegou a deslocar o goleiro, mas acertou a trave.

Segundo tempo morno

A segunda etapa iniciou sem grandes lances de ataque das duas equipes. O Brasil-RS procurou administrar a partida. Sem correr riscos, matou o jogo quando teve oportunidade. Aos 28, Nena aproveitou cobrança de bola parada e sacramentou a liderança xavante no Grupo 7 da Série D.

São Raimundo 1x0 Princesa do Solimões

O único resultado que importava ao São Raimundo-RR para continuar com chances na Série D do Brasileirão era uma vitória sobre o Princesa do Solimões neste domingo em Boa Vista (RR). Ela veio logo no início do jogo com um gol de Rafael Silva, que deu novo ânimo ao time roraimense após partida no Estádio Ribeirão. Agora o Mundão tem seis pontos no Grupo 1 depois da vitória por 1 a 0 e o Tubarão permanece com sete pontos, também vivo no campeonato.

Jogador mais 'badalado' do Tubarão, Somália recebe forte marcação e pouco aparece no jogo (Foto: Nailson Wapichana)Jogador mais 'badalado' do Tubarão, Somália recebe forte marcação e pouco aparece no jogo (Foto: Nailson Wapichana)

Disposto a se recuperar na Série D e se aproveitar do 'fator campo', o São Raimundo-RR partiu para cima do Princesa do Solimões e abriu o placar logo aos cinco minutos de partida. Em jogada rápida o Mundão rouba a bola da defesa do time amazonense e o atacante Rafael se aproveita para chutar no gol. O goleiro Paulo espalma e no rebote Rafael abre o placar: 1 x 0.

Após o gol o Princesa responde rapidamente e quase iguala o placar dois minutos depois com Branco, que recebe cara a cara com o goleiro Kleiton, que opera um 'milagre'. O primeiro tempo continuou com um ritmo alucinante, sendo que o mandante tinha mais a posse de bola e a equipe amazonense levava perigo nos contra-ataques. No fim da primeira etapa o atacante Enival, que entrou no decorrer da partida no lugar de Jonas, quase amplia o placar, mas a trave impediu o segundo gol do Mundão.

Enival tenta ampliar, mas bola esbarra caprichosamente na trave (Foto: Nailson Wapichana)Enival chuta para ampliar, mas bola esbarra caprichosamente na trave (Foto: Nailson Wapichana)

A segunda etapa começou do mesmo jeito da primeira, com o Mundão partindo para cima do Tubarão para tentar 'resolver' o jogo. Após rápida tentativa de Michel Parintins para o Princesa, Igor e Wellington Boi tentam duas vezes ampliar para o time roraimense, mas esbarram em Paulo. O reinício deu a tônica do segundo tempo: jogo aberto. O tempo fechado e o início de chuva no Ribeirão deixaram a partida mais dramática.

Partida termina com muita chuva no Estádio Ribeirão (Foto: Nailson Wapichana)Com muita chuva no Estádio Ribeirão o Princesa tenta empate até o fim (Foto: Nailson Wapichana)

O jogo seguiu com o Princesa insistindo em jogadas pelas laterais com Delciney (depois Lourinho) e He-Man, enquanto o São Raimundo-RR articulava pelo meio com Igor e Eduardo, espaço menos congestionado do campo. Em uma dessas tentativas Eduardo quase amplia aos 22 minutos, mas o goleiro Paulo 'catou' no ângulo. Aos 37 Branco recebe de Parintins e quase empata, mas Kleiton espalma para fora em uma das últimas chances do Tubarão. O jogo termina 1 a 0 para o time roraimense.

Itaporã 1x0 Estrela do Norte

Deu tudo certo para o Itaporã neste domingo, jogando pela primeira vez no seu estádio, o Chavinha. A equipe sul-mato-grossense soube se defender, fez o gol na hora certa e venceu o Estrela do Norte-ES pela contagem mínima na tarde deste domingo. Os três pontos e o empate entre Anapolina-GO e Brasiliense-DF deixam o Itaporã em segundo lugar no Grupo 5 da Série D do Brasileirão. O lateral Wesley, ainda na primeira etapa, foi o autor do gol da vitória do Itaporã.

Os capixabas, que estavam na briga direta pelo segundo lugar na chave, agora ocupam a quarta colocação com quatro pontos. O time de Cachoeiro de Itapemirim teve próximo de sair com o empate e em boa parte do segundo tempo jogou com um homem a mais em boa parte do segundo tempo, mas não soube aproveitar as oportunidades.

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo, pela sexta rodada. O Itaporã recebe o líder Brasiliense no estádio Chavinha às 17 horas, e o Estrela do Norte-ES vai a Minas Gerais para encarar no Villa Nova-MG, às 16 horas no estádio Castor Cifuentes.

Itaporã e Estrela do Norte jogando no estádio Chavinha pela Série D (Foto: Marcos Ribeiro/TV Morena)Itaporã e Estrela do Norte jogando no estádio Chavinha pela Série D (Foto: Marcos Ribeiro/TV Morena)
 
As duas equipes fizeram um início de partida cauteloso, com raras investidas ao ataque. Aos poucos, o time capixaba começou a se soltar em campo e tentar a aproximação ao gol. O atacante Ronaldo fez boas aparições no setor ofensivo e até teve chance de abrir o placar para os visitantes. Mas quem marcou primeiro foi o time da casa. Aos 33, Tiaguinho avançou em profundidade e tocou na saída do goleiro Vagner. Na rebatida, a bola acertou o joelho do lateral Wesley e entrou.

Na etapa complementar, os comandados do técnico Denilson Rafaine voltaram ao gramado determinados a defender a vantagem de um gol. Só que o time de Cachoeiro de Itapemirim não foi para cima como se esperava, permitindo que o Itaporã se aventurasse na busca pelo segundo gol. 

As forças só se equilibraram quando o treinador capixaba Dário Lourenço trocou dois jogadores de meia-cancha e os sul-mato-grossenses ficaram com um a menos: Rômulo, aos 23, foi expulso por derrubar Douglas. Os capixabas foram para o tudo ou nada ao ataque, e o goleiro Roger Paranhos se desdobrou para evitar o empate.

Metropolitano 2x2 Pelotas

Metropolitano e Pelotas empataram em 2 a 2 na tarde deste domingo em Blumenau, pela quinta rodada do Grupo 8 da Série D. A equipe gaúcha esteve à frente do placar duas vezes, mas os catarinenses buscaram o empate. O Metrô está há três partidas sem vencer na competição, e o Lobão ainda não ganhou na disputa. O resultado derrubou o técnico Abel Ribeiro do time catarinense.

Com o resultado, os dois times continuam fora da zona de classificação. O Metrô foi a quatro pontos e está na terceira posição. Já o Pelotas tem três pontos. Está em quarto lugar na chave 8. O time catarinense volta a campo no domingo, dia 24, às 16h, contra o Penapolense, em casa. Já a equipe gaúcha folga na próxima rodada.

O Metropolitano-SC começou melhor. Enquanto o adversário exibia uma postura mais defensiva, os donos da casa apostavam pelas jogadas no lado esquerdo, com Marcelo Cordeiro. A partida ficou mais equilibrada a partir dos 15 minutos e o Pelotas abriu o placar com Éber aos 20. O atacante aproveitou rebote cedido do goleiro Dida e fez 1 a 0. A equipe catarinense foi para cima e conseguiu o empate ainda no primeiro tempo. Gol de Carlos Alberto aos 41, em lance de contragolpe.

O segundo tempo foi quase uma repetição dos primeiros 45 minutos. O Metrô tinha mais volume de jogo, mas quem marcou novamente foi o time de Pelotas. Com 14 minutos, Jefferson fez um golaço do Jefferson. Na entrada da área, ele dominou a bola com o peito e emendou uma bomba indefensável. O time da casa teve que correr atrás do prejuízo. Conseguiu o empate aos 20 minutos. Leandro Neto, de carrinho, aproveitou cruzamento e empurrou a bola para dentro das redes - 2 a 2.

Santos 0x1 Genus

O Genus-RO venceu o Santos-AP pelo placar de 1 a 0, na tarde deste domingo (17), pela Série D do Campeonato Brasileiro. A partida aconteceu no estádio Milton de Souza Corrêa, o ‘Zerão’, em Macapá.
O jogo começou movimentado e o com Genus ameaçando logo aos cinco minutos, com um chute do atacante Pemaza. Aos poucos, o Santos consegue equilibrar a partida e impõe o ritmo. Apesar do esforço, o ‘Peixe’ não consegue concluir com eficiência. O jogo fica truncado e faltoso no setor de meio campo, obrigando os jogadores a trabalharem pelas laterais.

O lance de perigo só veio aos 35 minutos, quando Everton recebe de André Cabeça dentro da área, mas a cabeçada sai fraca e fica com Dida. O Genus ameaçava nas saídas rápidas de contra-ataque e também não concluía bem. Com poucas oportunidades a primeira etapa fica no zero a zero.

Genus-RO vence o Santos-AP pela Série D, no 'Zerão', em Macapá (Foto: Jonhwene Silva/GE-AP)Jogadores do time amapaense não se acharam em campo e agora vão buscar resultado na casa do adversário, em RO (Foto: Jonhwene Silva/GE-AP)

O segundo tempo começa com o Genus novamente indo ao ataque e a pressão dá certo: aos cinco minutos, Ronan recebeu na entrada da área, o chute forte desvia na defesa e entra abrindo a contagem. Um a zero para o time visitante.

O alvinegro amapaense não se entrega e pressiona. Aos dez minutos, Acosta recebe lançamento de Fabinho e chuta, mas a bola bate na trave. O Santos não desiste, mas peca na finalização. Os donos da casa crescem no jogo e investem pelas laterais e a defesa bem postada abafa os lances.
O Santos tinha vontade e dependia das jogadas individuais de Fabinho, que não se achava no jogo. A partida tem queda de boas jogadas, com investidas do Santos e o Genus saindo no contra-ataques. Os visitantes conseguem segurar o resultado e a vitória.

Genus-RO vence o Santos-AP pela Série D, no 'Zerão', em Macapá (Foto: Jonhwene Silva/GE-AP)Ronan marcou o gol da vitória (Foto: Jonhwene Silva/GE-AP)
 
- Nosso time não vinha com confiança e esse resultado fora de casa foi muito importante. Com isso, respiramos um pouco mais tranquilos e agora vamos enfrentar novamente o Santos dentro de casa e se o time repetir o mesmo desempenho de hoje, serão mais três pontos - disse o autor do gol da vitória, Ronan.

O resultado negativo não abateu o elenco santista. Para o goleiro Diego, a equipe adversária teve mais sorte. O arqueiro lamentou e disse que o time produziu oportunidade e nos pequenos detalhes não conseguiu marcar. Apesar disso, ele destacou que da mesma forma que os visitantes venceram em Macapá, o Peixe também pode surpreender fora de casa.

- Tivemos várias oportunidades e por detalhes não conseguimos marcar. São coisas do futebol, mas acredito que estamos vivos na disputa, vamos jogar contra esse mesmo time na casa deles e também temos chances de vencer lá - afirmou.

Com o resultado, o Genus conquistou os seis pontos na disputa. Enquanto Santos estacionou nos sete pontos na tabela. As duas equipes voltam a se enfrentar no dia 24 de agosto, no estádio Aluízio Ferreira em Porto Velho, Rondônia. 

Jacuipense 1x0 Central

Pela 5ª rodada da Série D do Campeonato Brasileiro, o Jacuipense conseguiu levar a melhor sobre o Central por 1 a 0, no Estádio Joia da Princesa, na cidade de Feira de Santana, Bahia. O gol da vitória do time da casa foi marcado por Robert aos 15 minutos do primeiro tempo.

Com o resultado, o Leão do Sisal continua na liderança do grupo "A3" com 10 pontos conquistados. Já a Patativa sai da zona de classificação e continua com cinco pontos na terceira colocação.  Na próxima rodada, o Jacuipense folga e só volta a campo no dia 31 de agosto contra o próprio Central, desta vez jogando em Pernambuco. O Central volta a jogar no próximo domingo contra o Coruripe, em Caruaru.

O jogo
No início da partida, o Central dominou as ações em campo. Logo aos três minutos, Tiago Lima por pouco não abriu a contagem de cabeça. A Patativa voltou a assustar a equipe baiana e, por pouco, não marcou com Andrezinho. O atacante chutou no canto, mas a bola apenas raspou o gol.  

Mesmo estando melhor em campo, quem abriu o placar foram os donos da casa, aos 15 minutos. A defesa centralina bateu cabeça e a bola sobrou para Robert fazer, livre de marcação, Jacuipense 1 a 0. Depois do gol, a equipe da casa melhorou e quase chegou ao segundo com Flavio. O Central até chegou a marcar com o zagueiro Sinval de carrinho, mas a arbitragem apontou impedimento que foi bastante questionado pelos jogadores visitantes.

Estádio Joia da Princesa em Feira de Santana (Foto: Diego Ribeiro)Time da casa aproveitou o mando de campo e conseguiu se manter na liderança do grupo "A3" (Foto: Diego Ribeiro)


Na volta para segunda etapa, o time de Caruaru voltou melhor, porém não conseguia finalizar. Com a dificuldade, o técnico do Central, Humberto Santos, sacou o meia Juninho Silva para a entrada do Atacante Roger. A mudança surtiu efeito, pelo menos na chegada com mais qualidade ao gol do Leão do Sisal.

O atacante Adrezinho chegou mais uma vez com perigo, mas o goleiro Marcio fez uma bela defesa depois da cabeçada do jogador. As investidas do time da casa se resumiram aos chutes de longa distância, mas sem perigo. Pouco mais de 20 minutos depois, Adrezinho recebeu a bola na área e foi derrubado, mas a arbitragem mandou seguir o lance para a revolta dos jogadores centralinos.

O time do Jacuipense foi gastando o tempo como podia, afinal de contas estava conseguindo a liderança do grupo com o resultado. A Patativa voltou a marcar mais uma vez, mas a arbitragem novamente anulou o gol. Eduardo Erê cabeceou, mas o bandeira levantou o bastão sinalizando impedimento. Novamente, parte dos jogadores reclamaram bastante com a arbitragem.

No último lance do jogo, os donos da casa tiveram a oportunidade de ampliar com Daniel. O jogador deixou o goleiro no chão e mandou para o gol, mas Fernando Pires tirou em cima da linha. fazendo assim o placar final Jacuipense 1 Central 0. 

Londrina 1x0 Penapolense

O Londrina encerrou o primeiro turno da fase inicial da Série D do Campeonato Brasileiro com 100% de aproveitamento. Por 1 a 0, o time paranaense venceu a quarta partida na competição de forma consecutiva, diante do Penapolense, na tarde deste domingo no estádio do Café e disparou na liderança do Grupo A8.

Agora o LEC tem 12 pontos, contra cinco do Penapolense, segundo colocado da chave. Na próxima rodada, no domingo, o Londrina recebe o Boa Vista, novamente no Café. Já o CAP joga fora de casa, contra o Metropolitano, em Santa Catarina. Em ambos os jogos, a bola rola às 16h.

O jogo

O Penapolense vendeu caro a vitória ao Londrina, jogando de igual para igual com os líderes e donos da casa. No primeiro tempo, os times criaram bastante, mas o placar ficou em branco nos 45 minutos iniciais.

Embora a partida tenha ficado truncada no segundo tempo, o Londrina conseguiu encontrar espaço para abrir o placar aos 33 minutos. De frente para o gol, Joel bateu com a perna esquerda e abriu o placar para o líder do Grupo A8.

Coruripe 0x0 Campinense

E ainda não foi dessa vez que o Coruripe conquistou a primeira vitória no Grupo 3 da Série D do Campeonato Brasileiro. Jogando no Estádio Gérson Amaral, em Coruripe, a equipe do técnico Jaelson Marcelino só ficou no empate, por 0 a 0, contra o Campinense, pela quinta rodada da competição nacional.

Com o resultado, o Hulk do Litoral Sul continua na lanterna do grupo, agora com dois pontos; enquanto que a Raposa chegou aos seis, ultrapassou o Central, que perdeu para o líder Jacuipense, e subiu para a segunda posição na tabela de classificação.

Na próxima rodada, o Coruripe joga novamente em casa, no Estádio Gérson Amaral, às 16h, diante do Central, no domingo (24). Já o Campinense viaja até Mossoró, para enfrentar o Baraúnas, no Estádio Nogueirão, também no domingo, às 16h.

Coruripe e Campinense duelam pela Série D  (Foto: Paulo Lira / Cortesia)Coruripe e Campinense duelam pela Série D no Estádio Gérson Amaral (Foto: Paulo Lira / Cortesia)

A partida

O jogo começou com os donos da casa tomando a iniciativa logo nos primeiros minutos. Precisando da vitória, o Coruripe partiu para o campo de ataque, em busca do primeiro gol, mas sem eficiência. Em pouco tempo, o Campinense foi logo mostrando que não viajou até o Litoral Sul alagoano para facilitar a vida do Hulk.

As duas equipes mostravam muita disposição, mas o confronto estava muito concentrado no meio-campo, e a partida era pobre em emoções.

A primeira grande oportunidade foi da Raposa, com Zé Paulo. Depois de receber passe do meia Bismarck, o atacante perdeu a chance na cara do gol, aos 16 minutos de bola rolando.
Passada a metade da primeira etapa, o time alagoano passou a explorar as jogadas pelas laterais, investindo nos cruzamentos. Mas a defesa do Campinense estava sempre bem postada e não deixava a bola chegar até o goleiro Rodrigão, que quase não trabalhou no tempo inicial.

Coruripe e Campinense fizeram um jogo fraco em emoções (Foto: Paulo Lira / Cortesia)Coruripe e Campinense fizeram um jogo pobre em emoções (Foto: Paulo Lira / Cortesia)

No segundo tempo, assim como aconteceu na etapa inicial, a primeira chance de perigo foi do Campinense, novamente após jogada de Bismarck. O meia Rubro-Negro levantou na área do Coruripe, aos cinco minutos, mas ninguém chegou para abrir o placar.

Os donos da casa responderam prontamente, aos sete minutos, e só não tiraram o zero do marcador, graças à intervenção do zagueiro Ítalo, que salvou a Raposa. Com a necessidade de conquistar a primeira vitória na Série D, o técnico do Coruripe substituiu o lateral-esquerdo Renatinho pelo atacante Edmar. Mas a alteração não surtiu muito efeito.

O jogo continuou truncado, sem chances de gol para nenhum dos dois lados. À medida em que o tempo passava, a torcida alviverde, em pequeno número, ia ficando apreensiva e as jogadas de perigo se tornavam cada vez mais escassas.

Na reta final da partida, os donos da casa reclamaram do árbitro sergipano, Eduardo de Santana Nunes, reclamando de uma possível penalidade sofrida pelo atacante Edmar. Nos acréscimos, o Coruripe partiu com tudo em busca do gol que lhe garantia a primeira vitória na competição, e teve uma boa chance, após uma bela triangulação, aos 44 minutos. Mas a partida foi finalizada, aos 48 minutos, sem gol no placar.

Confiança 5x1 Ipatinga

Sem surpresas! Assim foi o confronto entre Confiança e Ipatinga, realizado na tarde deste domingo, no Estádio Presidente Médici, em Itabaiana. Lutando para retomar a vaga na zona de classificação para a próxima fase, os sergipanos venceram, sem sustos, os mineiros por 5 a 1. Os zagueiros Ricardo e Valdo marcaram. O meia Geraldo ampliou, Murilo fez contra. Bibi, de cabeça, marcou o quinto para os proletários. O atacante Renan fez o gol de honra do Ipatinga, que com a derrota está praticamente fora da briga por classificação, somando apenas um ponto em quatro partidas.

A vitória elevou o Confiança à liderança do grupo A4, com 8 pontos ganhos. Porém, o Porto pode ultrapassá-lo. A partida entre a equipe de Caruaru contra o Vitória da Conquista foi remarcada para esta segunda, às 20h, por causa das fortes chuvas em Ilhéus, que impediu o embarque dos baianos para o interior de Pernambuco.

O time azulino terá mais um importante desafio pela competição no próximo domingo, em casa, quando enfrentará o Globo-RN. O jogo acontece às 16h, no Presidente Médici, em Itabaiana. Já o Betim vai à Caruaru para encarar o Porto, no Lacerdão, mesmo dia e horário.

Time proletário dominou a partida (Foto: Felipe Martins)Time proletário dominou a partida (Foto: Felipe Martins)
Gol relâmpago

O Confiança iniciou a partida sufocando o adversário. Logo aos dois minutos, conseguiu chegar ao primeiro gol. Geraldo, em cobrança de falta, levantou a bola na área e o zagueiro Ricardo cabeceou de forma certeira. A pressão continuou com os azulinos sempre com mais posse de bola, trocando passes e chegando com frequência à área adversária.

O atacante Bibi perdeu uma grande chance de ampliar a vantagem do time sergipano. Leandro Kível o deixou em excelente condição, livre, mas o ligeirinho chutou para fora. O Ipatinga quase surpreendeu minutos depois. Marlon mandou na trave a chance do empate. Foi o melhor momento dos mineiros.
A reação mineira parou por aí. No finalzinho do primeiro tempo, houve uma ótima trama dos donos da casa. Wallace Pernambucano acionou Glauber pela direita. Este tocou para Bibi, que cruzou a bola na área. O goleiro Villar, do Ipatinga, espalmou, mas Murilo desviou contra o próprio patrimônio.

Confiança comemora mais um gol  (Foto: Felipe Martins)Confiança comemora mais um gol (Foto: Felipe Martins)
 
Gol relâmpago II

Se no primeiro tempo o Confiança conseguiu abrir o placar de forma instantânea. Na etapa complementar não foi diferente. Com três minutos de bola rolando, o zagueiro Valdo ampliou a vantagem azulina. A bola foi levantada na área, Ricardo cabeceou e Valdo concluiu, Villar deu o rebote para ele completar para as redes.

Altamente fragilizado na partida, o Ipatinga não conseguiu conter o ímpeto do Confiança, que chegou ao quarto gol aos dez minutos. Bibi deu passe açucarado para Geraldo. O meia mandou de chapa para o gol.
O Confiança seguiu dominando a partida, mas acabou sendo surpreendido. Em cochilo da defesa azulina, o Betim diminuiu o prejuízo com Renan. O time mineiro teve uma ligeira melhora, nada que o fizesse efetivamente alavancar uma reação.

Enquanto isso, o Confiança buscava cadenciar o jogo, administrar a vantagem e explorar os contragolpes. Assim, conseguiu chegar a mais um gol, com Bibi, de cabeça. Com isso, os azulinos fecharam a goleada.

Ituano 1x0 Maringá

A torcida do Ituano voltou a sorrir na tarde deste sábado após quatro meses desde a conquista do Campeonato Paulista em abril. A vitória por 1 a 0 sobre o líder Maringá no estádio Novelli Júnior, em Itu, é importante também para recolocar o Galo na briga por uma vaga na próxima fase da Série D do Campeonato Brasileiro.

A equipe paranaense, invicta até então, fica de olho na partida de domingo entre Brasil de Pelotas e Guarani de Palhoça. A vitória de qualquer uma das equipes tira a ponta do Grupo 7 do Maringá, que, no entanto, ficará na zona de classificação ao fim da rodada. O time do Paraná tem sete pontos, contra seis dos gaúchos e cinco dos catarinenses. O Ituano é o quarto, com quatro, jogando a lanterna para a Cabofriense, que tem três.

Na próxima rodada, no sábado, o Ituano joga de novo em casa, contra o Guarani de Palhoça. A bola rola às 15h. Um pouco mais tarde, às 19h30, o Maringá enfrenta a Cabofriense, fora de casa.

Ituano x Maringá Série D (Foto: Miguel Schincariol / Ituano FC)Galo leva a melhor em duelo disputado em Itu (Foto: Miguel Schincariol / Ituano FC)


Em um primeiro tempo tecnicamente fraco, com erros de passes e poucas chances criadas, a equipes atuaram de forma tímida e deixaram os 893 pagantes sem confiança para arriscar um palpite. As únicas chegadas foram apenas por bola parada, mas sem perigo.

O recurso funcionou apenas no segundo tempo. Aos 12, após cruzamento de Cristian em cobrança de falta, Ricardinho desviou de cabeça e fez o gol da vitória do Ituano.

Embora as chances tenha sido criadas com mais frequência no restante do jogo, nenhuma das equipes conseguiu balançar as redes. Na última chance, já nos acréscimos, o goleiro Edinaldo foi para a área de ataque tentar empatar para o Maringá, mas a cobrança da equipe paranaense foi direto para tiro de meta.

Ituano x Maringá Série D (Foto: Miguel Schincariol / Ituano FC) 
Ituano comemora a primeira vitória no Brasileiro da Série D (Foto: Miguel Schincariol / Ituano FC)

Luziânia 2x1 Goianésia

O Luziânia comprovou a boa fase a derrotou o Goianésia neste sábado por 3 a 1, no estádio Serra dos Lagos, em Luziânia. O jogo foi válido pela quinta rodada do Grupo A5 da Série D, e deixou o time vencedor na terceira colocação da chave, com nove pontos, atrás de Tombense e Operário-MT nos critérios de desempate. Apesar de ser goiano, o Luziânia representa a Federação Brasiliense de Futebol – inclusive é o atual campeão candango.

Esta foi a terceira vitória seguida do Luziânia, que abriu o placar com Alanzinho ainda no primeiro tempo. No início da etapa complementar, o atacante Chefe ampliou para os donos da casa. Aos 13 minutos, Maycon descontou para o Goianésia, mas o time goiano parou por aí. O Azulão do Vale soma apenas três pontos e está na quarta colocação, à frente apenas do Barueri. Ainda deu tempo de Eder ampliar o placar para o Luziânia: 3 a 1. O time da casa volta a campo no próximo sábado, contra o Operário-MT, enquanto o Goianésia folgará na rodada.

Luziânia x Goianésia Série D Campeonato Brasileiro (Foto: Reprodução / TV Globo)Eder comemora último gol da vitória do Luziânia sobre o Goianésia (Foto: Reprodução / TV Globo)

Mural